Eu Mato Gigantes | Review

kill_blog

I Kill Giants / Eu Mato Gigantes
Drama
2008, 7 volumes / Brasil: 2013, volume único pela NewPOP

VITAMINADO

VITAMINADO

Eu Mato Gigantes é uma história sobre Bárbara, uma garota um pouco excluída, ela vive totalmente imersa em seu mundo de ‘Dungeons & Dragons’ e não tem muitos amigos. Mas, ao se deparar com uma dura realidade, acaba se perdendo em seu mundo de fantasia, tudo que ela conversa com as pessoas é sobre gigantes.
Ela se convence que gigantes são reais e que sua vinda é iminente. Também acredita que é sua responsabilidade matá-los, afinal ela é a matadora de gigantes.
Dia após dia, Bárbara faz todas as preparações necessárias para o grande combate, enquanto as pessoas a sua volta tentam ajudá-la a superar suas fantasias e lidar com a dura realidade.

Na primeira vez que li a sinopse de ‘Eu mato gigantes’ eu achei interessante, mas ainda tinha dúvidas sobre comprar, até dar uma olhada nos desenhos. O que era dúvida passou a ser certeza: Eu tenho que comprar esse quadrinho! A arte fica por conta do novato desenhista JM Ken Niimura e, posso dizer com toda certeza, os desenhos são magníficos e muito estilosos, dificilmente não irão te agradar. Seu trabalho é claramente inspirado em mangá, confirmado no extra da edição onde Niimura cita como inspirações o mestre/deus Osamu Tezuka (Astro Boy, Metropolis e mais um porrada de mangás importantes) e mestre Katsuhiro Otomo (Akira). Fiquei empolgado com arte, comprei meu volume único no Anime Friends esse ano e comecei ler já no dia seguinte ao evento. Quando percebi, já estava no final do quadrinho e não conseguia mais parar. Além dos desenhos, o roteiro a e dinâmica apresentada são fantásticas, palmas para excelente trabalho do roteirista Joe Kelly (que já deu suas caras em ‘Deadpool’ nos anos 90).Terminado o volume, já o considerava uma das melhores obras que li nos últimos tempos e comecei a fazer uma propaganda (forçando) meus amigos a lerem também. Sempre com a mesma frase: Você precisa conhecer esse quadrinho!

Barbara Thorson, a matadora de gigantes!

Barbara Thorson, a matadora de gigantes!

O interessante da obra é como ela trabalha um tema já muito explorado de forma brilhante. O enredo todo é focado em Bárbara, personagem a qual você já vai se apegar desde o inicio, tentando fugir de seus problemas através de seu maior vício, ‘Dungeons & Dragons’ (o famoso RPG de mesa). Uma das melhores cenas vem logo no começo, quando Bárbara declara a todos ser ‘matadores de gigantes’ e diz estar preparada para invasão desses vilões que acontecerá em breve.  E ela realmente acredita nisso. Bárbara é isolada e bem diferente de todas as garotas da escola, por isso não tem nenhum amigo por lá até encontrar Sofia, uma típica garota ‘comum’ e boazinha, que se interessa por ouvir Bárbara contar sobre os tais gigantes. Conforme vai avançando a história, vemos Sofia e a psicóloga do colégio Sra Molle tentando ajudar Bárbara aceitar sua dura realidade, da qual a mesma sempre tenta fugir. E qual seria essa realidade? Perde a graça se eu contar 😀 O único ponto fraco na obra fica por não explorar muito os demais personagens, focando sempre em Bárbara, mas isso não tira seu brilhantismo.

Vencedor do prêmio ‘Melhor quadrinho Indie’ em 2008 pela IGN, Eu Mato Gigantes chegou ao Brasil no mês de julho pela editora NewPOP. Com uma edição única e bem caprichada, o quadrinho pode ser encontrado em diversos sites e lojas especializadas no valor de, aproximadamente, R$40. Recomendo, Eu Mato Gigantes é uma obra-prima.

I-Kill-Giants

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Análises, Reviews

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s