Os 13 Jogos Mais Assustadores | Top Suco

topsuco

Um bom tempo que não fazemos um Top Suco não é mesmo? Voltamo agora com ótimos jogos para você jogar neste Halloween – ou não. Selecionamos 13 jogos que fizeram os editores mijarem nas calças… Então vamos lá:

Menção Honrosa: Bloodborne

Este foi um dos jogos que a galera do Suco jogou lá na BGS. E já podemos falar que o clima é sombrio e pesado, ou pelo menos na parte que jogamos. O jogo de ação e aventura, une com o clima soturno e nos apresenta uma cidade da época vitoriana, tomada pode monstros e uma aura vil de arrepiar. Mesmo ainda não lançado, acreditamos que será um grande game! Pelo menos com muito potencial 😀

13. Penumbra: Black Plague

Antes da Frictional Games fazer todo mundo se borrar de medo com seu super hit Amnesia: The Dark Descent (que também faz parte da lista), eles fizeram uma série de games no mesmo estilo, chamada Penumbra. O segundo game da série foi o que introduziu o lance da furtividade ser a única defesa contra os inimigos, e isso deu a ele uma enorme vantagem sobre os outros jogos da época. Um pouco mais antigo, e o Amnesia é bem mais potente no seu terror, mas também não deixa de ter lugar cativo na minha coleção e nesta lista.

12. Half Life

O outro jogo de tiro da lista, talvez o mais representativo de sua época. Half-Life foi uma revolução nos jogos de tiro em primeira pessoa, e não só por seus headcrabs pulando na nossa cara nos momentos mais inoportunos, mas primariamente por sua forma de exposição narrativa: nunca deixava os olhos do protagonista Gordon Freeman. Avanços em inteligência artificial, e uma passagem pelo mundo alienígena de Xen, que era assustador e desconhecido na época, selavam o acordo. Um clássico dos anos 90. Dê uma olhada também no Half-Life 2 e sua passagem por Ravenholm…

11. Evil Within

Lançado este ano, The Evil Within é um jogo de survival horror em terceira pessoa do diretor Shinji Mikami – famoso pela franquia Resident Evil. O game é um verdadeiro tributo ao gênero, retratando diversas situações clássicas envolvendo lendas urbanas – orientais e ocidentais – e o imaginário survival horror. O segredo é saber quando lutar e quando correr: a mecânica de stealth e satisfatória e as cenas de ação muito empolgantes! A atmosfera tensa e macabra completam a composição com uma pegada bem Gore – esteja preparado para violência, tensão, mortes e muito, muito sangue.

10. Clock Tower: The First Fear

Em sua versão para SNES, o jogo conseguiu explorar o máximo do processamento gráfico e sonoro do console, e por questão deste seu visual, me lembro bem da galera na época se arrepiar todo. Um survivor horror completo, a cereja do bolo são os diversos finais alternativos.

09. Parasite Eve 2

Já declaramos amor por Aya Brea em alguns tops por aqui, de fato. Mas o bacana mesmo é de que além desta sequência superar lindamente o seu debut, que né, nada contra o RPG do primeiro, mas o estilão survivor horror daqui é fantástico, fechando em grande estilo a época de ouro do estilo.

08. F.E.A.R.

Voltando ao terror japonês das fantasmas com cabelo na frente da cara, F.E.A.R. não é bem um jogo de terror tradicional, já que ele é um shooter tático. Mas ainda assim funciona, pois contra Alma, não existe arma. Algumas das melhores cenas de susto com fantasmas estão em F.E.A.R., mesmo você podendo carregar um arsenal de armas futuristas nas costas. E o lado do tiroteio também não é mau negócio: a melhor inteligência artificial que já vi num shooter. E a melhor escopeta também.

07. Alien Isolation

Um dos membros mais novos da lista, mas não menos importante. Depois do desastre que foi o Aliens: Colonial Marines, é um colírio para os olhos ver um game criado com tanto cuidado. Isolation foi desenvolvido por fãs que entendiam o primeiro filme da série, e que, pegando sistemas de outros jogos, foram montando uma visão ideal do que seria estar na pele da tenente Ripley. É uma experiência que foca mais em tensão ininterrupta do que em sustos. Fãs de Alien: finalmente existe um game pra vocês.

06. Fatal Frame II: Crimson Butterfly

Uma das franquias de terror mais conhecidas, e seu melhor capítulo é o segundo. Já assistiu O Chamado ou O Grito? Curte fantasmas, assombrações e espíritos? Esse é o jogo pra você. Com apenas uma câmera mágica, que precisa ser usada para capturar fotos dos fantasmas e espantá-los, as gêmeas Mio e Mayu precisam solucionar o mistério da vila Minakami para conseguir escapar. É, ter as menininhas colegiais é meio esquisito, mas os fantasmas são os mais cabulosos do gênero, e os sustos são garantidos.

05. Dead Space

A primeira missão de Isaac Clarke é, sem dúvida, a mais aterrorizante. A ambientação de Dead Space é seu melhor elemento: a movimentação limitada do personagem em sua roupa espacial, a imersão proporcionada pela câmera over the shoulder e a integração da interface do usuário no gameplay – nada de menus separados, vide barra de vida na espinha dorsal – contribuem para elevar o tom do horror ao tornar o universo de do game um lugar crível. O jogo traz o equilíbrio perfeito entre o suspense e o gore, com as coisas ficando cada vez mais quentes conforme o avanço do personagem. No espaço, seus anos de treinamento em jogos de tiro, que te ensinaram a mirar na cabeça dos inimigos, de nada adiantarão: Os “necromorphs” não cairão tão facilmente.

04. Outlast

Fiz dois anos da faculdade de jornalismo, e te digo com toda certeza: eu nunca seria corajoso como o protagonista de Outlast, Miles Upshur. Acha, ir num asilo de loucos sozinho, apenas com uma câmera, e não dar as costas e vazar no primeiro rastro de sangue? Mas o cara, e o jogador, precisam ser perseverantes. Se você assistiu filmes como REC, Cloverfield ou Bruxa de Blair e não suporta a visão noturna das câmeras, esse jogo não é pra você. Mas para os fãs de horror “câmera na mão”, apesar do final fraco, é um ótimo jogo

03. Amnesia: The Dark Descent

Uma mescla de Drácula com ocultismo, o jogo traz uma história fantástica, digna de um romance de Bram Stoker, tanto que os próprios contos são disponibilizados pra galera. A tensão e o medo estão presentes pelo jogo todo, unindo puzzles e muito terror psicológico, ou algo como sanidade – próximo do que víamos em Eternal Darkness – e desafio a todos vocês jogarem na noite, sozinhos e com fones de ouvido.

02. Resident Evil

Este aqui fez um reboliço todo quando saiu lá em 1996, e olha que zumbi nem era tão popular quanto hoje. Resident Evil – assim como suas duas primeiras sequências – unia o survivor horror e puzzles com maestria. O mais bacana e até então inesperado, foi seu remake para gamecube e mais: Além dos gráficos totalmente modelados, deixou o jogo ainda mais sinistro. O mais bacana é que, para a galera que não teve oportunidade de jogar, ano que vem sai pra geração atual, passada e PC!

01. Silent Hill 2

Lógico que ele vai estar na lista, e no topo, porque eu sou o editor de games e eu mando nessa aba! Brincadeiras à parte, Silent Hill 2 merece totalmente estar no topo da lista. É um dos poucos jogos que consegue acertar a atmosfera de solidão, que consegue entrar no psicológico do jogador, e ainda por cima tem a narrativa mais bem construída e utiliza todas as forças específicas à mídia dos videogames para reforçar sua história. Praticamente impecável, e a melhor pedida pra qualquer Halloween.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Games, Games, Top Suco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s