Brasil Comic Con 2014

SITE_Template35

Do Evento

Diferente do primeiro Brasil Comic Con – dentro do Anime Friends de 2014 – esta segunda edição desfrutou de um local totalmente novo – no sentido literal da palavra também – e contou com dois dias recheados de atrações. Neste ano de 2014, o evento foi realizado no Centro de Eventos Pro Magno, na cidade de São Paulo/Sp. A galera do SUCO esteve presente nos dois dias, sendo que a cobertura com fotos e acompanhamento dos painéis, deu-se apenas no sábado (15/11). Já o #FRANJA, esteve presente nos dois dias, onde apresentou seu mais novo trabalho, FRANK DEAD, um lançamento exclusivo aqui do nosso site! 😀

Saca só o recado do #FRANJA pra galera do Distopia Cast

Glass House Graphics

Este foi um dos painéis mais bacanas do evento e reuniu uma galera bem bacana de quadrinistas de renome internacional como David Campiti (CEO da Glass House), Mike Deodato Jr, Will Conrad, Fabio Laguna e Luke Ross. Os temas abordados foram quanto a carreira e de como se tornar um profissional no ramo dos quadrinhos. Além disso, a Glass House estava no evento analisando o portfólio da galera por lá. Uma oportunidade bem bacana!

O bate papo entre os artistas foi de forma bem agradável e diversas dicas e histórias bem interessantes foram um dos pontos a ressaltar quanto a este painel. Na segunda metade do painel, a organização liberou um tempo para perguntas de quem estivessem ali no auditório.

bcc

Painel Glass House Graphics

David Gorder

Uma das atrações mais esperadas foi com a presença do produtor dos filmes X-Men e que estava acompanhado do jornalista Roberto Sadovski. O painel foi interessante não pelo quesito dos filmes em que o cara fez, mas sim de como age e quais as funções de um produtor num filme/franquia. O momento que mais chamou a atenção nesse painel, foi quanto a pergunta da união de ‘X-Men, Spider Man e Vingadores’. E logo foi claro: Com toda certeza a Marvel tem interesse em fazer um Vingadores + Spider Man por exemplo, porém, o que pega é mais a questão burocrática da coisa, já que as franquias dividem-se em três grandes estúdios: Marvel, Fox e Sony. Mas reforçando: Há sim um interesse de unir os filmes/universo.

david

Painel David Gorder

Don’t Open, Dead Inside

O painel de ‘The Walking Dead’ foi um bate papo com a galera da HQM Editora, fansite TWDBrasil e da jornalista Alice Aquino do Glued, falando sobre todo o hype criado no Brasil, expectativas da série e dos quadrinhos. Dois momentos a ressaltar é de que Robert Kirkman tem MUITO pano pra manga ainda no universo dos quadrinhos. Quanto a série, ela ainda está prevista para 8 temporadas e sim, não há mais nenhum interesse da produção da série ser fiel ao quadrinho, visto que ela até terminará antes. 😉

Público

A Brasil Comic Con foi dividida em dois paços, ou dois andares, com estandes e empresas ocupando os dois locais. Um dos destaques foi com o estande medieval, preparando toda sua estrutura em Game of Thrones. Se você pensar: “Ah, estava mais para um Anime Friends”. Bem, algumas coisas ou estandes até lembravam. Mas talvez pela disposição do espaço, um pouco daquele paradigma – se ruim ou não, não sei – foi quebrado. O evento não estava lotado, isso possibilitou as compras e o desfile de cosplays de forma bem agradável.

O BC4 – o desfile cosplay – ficou a cargo da Mari Graciolli de apresentar e mais: Uma das juradas era a cosplayer internacional Ana Bertola, que depois teve seu painel no auditório principal, o ‘Cosplay Around The World’. Como público e como frequentador, o destaque ía para a alimentação. Diferente dos outros eventos – pelo menos os da Yamato – as barraquinhas deram lugar a um belíssimo stamping ground de Food Truck. Além da diversidade, havia até mesmo opções mais saudáveis e veganas!

Juri do BC4

Juri do BC4

Beco dos Artistas

Enquanto o evento possibilitava grande espaço para circulação, as 5 retas de artistas brasileiros e internacionais estavam à todo momento bem lotada! Além da presença do criador e ilutrador de ‘O Corvo’, James O’Barr, grandes nomes como Arthur Suydam (Marvel Zombies, Heavy Metal) e Michael Golden (Micronauts, Nam) e os já citados no painel da Glass House, estavam por lá. Tudo muito acessível – apesar da grande quantidade de pessoas – e era bacana trocar uma ideia com seu desenhista favorito.

Considerações Finais

Apesar dos cancelamentos de Cassandra Peterson (Elvira) e Yaya Han, o evento teve seus highlights e mostrou que tem SIM um público para este segmento. Apesar de ainda ter um “quê” de Anime Friends, a Yamato administrar bem a questão do foco. Quanto ao local, mesmo com uma aparência de “em construção”, tem diversos locais de expansão, como o terceiro andar que ainda estava em reformas. Esperamos que para a terceira edição do evento, esteja tudo nos conformes, pois atendia muito bem as expectativas e porte do evento.

Quanto as comparações ao Comic Con Experience, duas notas:
1 – A Yamato poderia investir mais em quadrinistas e mangakas e deixar isto, como O FOCO do evento, algo próximo da Feira Internacional de Quadrinhos que acontece em Belo Horizonte/MG, enquanto a CCXP tenta se aproximar mais das edições americanas. Aí pode acabar com essa “rivalidade” e disputa de público, caso a BCC não seja engolida pela CCXP.
2 – Com relação a proximidade das datas, a CCXP saiu ganhando. Além de segurar diversas atrações e surpresas até o último momento – e depois da BCC – muitos deixaram de ir numa para ir n’outra, e vice-versa. Espera-se um melhor planejamento com datas em 2015.

Em breve mais fotos e fazemos o REPOST! 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Eventos, Matérias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s