Dragon Ball Xenoverse | Review

dragon ball xenoverse

Dragon Ball Xenoverse / Dragon Ball XV
Dimps/Bandai Namco
Win, PS3, PS4, XONE, X360
Luta
Fevereiro, 2015

MIX

MIX

Dragon Ball Xenoverse é a nova adaptação para os games da Bandai Namco para a famosa franquia de Akira Toriyama. Produzido pela produtora japonesa Dimps, a mesma da série Dragonball Z:Budokai para Playstation 2, DBXV é um jogo de luta 3D com elementos de RPG que leva o jogador a revisitar a história do universo Dragon Ball Z.

Imagem Divulgação

Imagem Divulgação

EM DRAGON BALL XENOVERSE, OS VILÕES VENCEM VOCÊ

O jogo se passa na cidade fictícia de Toki Toki City, que funciona como um HUB para o jogador. Ao iniciar um novo jogo, o jogador será levado a criar um personagem novo, totalmente customizado. O personagem pode ser masculino ou feminino e entre algumas das raças do mangá: humanos, saiyajins, majins, namekuseijins ou da raça do Freeza.

Além da raça, o jogador pode customizar a aparência do seu personagem. Após a criação o jogador é levado por um personagem bem conhecido da série para conhecer a cidade de Toki Toki, aprender o básico do sistema de batalha e finalmente introduzido à história do jogo.

Em Toki Toki City o personagem descobre que alguém tem voltado no tempo e mudado a história para pior, derrotando os heróis da série nas tradicionais batalhas do mangá.

Para impedir que isso aconteça, o jogador é chamado para integrar a Patrulha do Tempo e é levado a voltar no tempo para impedir que os vilões vençam, mudando a história original.

Muito embora a história do jogo seja original, a impressão que tive é que foi uma desculpa utilizada para reviver os eventos marcantes do mangá e do anime.

Porém, ao invés de lutar com os personagens tradicionais, durante todo o tempo o jogador controla o seu personagem customizado, lutando ao lado de Goku, Piccolo e companhia. Isso foi uma surpresa, pois estava esperando jogar, ao menos o modo história, com os personagens célebres da série. Mas isso não foi uma decepção, acabei envolvido com eu personagem e gostei de jogar com ele durante os momentos famosos da franquia.

Imagem Divulgação

Imagem Divulgação

SISTEMA DE BATALHA

Sendo primariamente um jogo de luta, o foco de Dragon Ball Xenoverse são as batalhas. Durante a batalha há dois botões para ataque físico, um forte e um fraco, um botão para ataque básico de Ki. Combinar os botões de ataque fraco e forte resultam em combos.

É possível também se defender e arremessar os adversários. As defesas comuns reduzem o dano, mas utilizam sua barra de vigor, mas se o jogador consegue acertar o tempo de defesa com o ataque do inimigo é ativada a chamada “Defesa Simples”. Ao utilizar esse tipo de bloqueio, você deixar o adversário atordoado, além de ganhar uma barra de Ki, dando uma vantagem tática ao jogador.

Já em relação aos golpes especiais, ao contrário da maioria dos jogos de luta, eles não são feitos a partir de combinações de botões. Para soltar os golpes especiais, basta segurar um botão específico (RT no controle do Xbox One) que abre um menu com os golpes previamente equipados. Assim, basta apertar o botão do golpe selecionado.

Igualmente os golpes mais fortes, chamados ataques máximos, funcionam da mesma maneira, mas ao invés de um botão, é necessário segurar dois botões (RT e LT no controle do Xbox One) e apertar o botão do golpe selecionado.

Conforme dito, é necessário a equipar previamente tanto os golpes. Para tanto, o jogador precisa primeiro conseguir o golpe desejado, que pode ser comprado na loja do jogo, ganhado ao concluir uma missão ou recebido de um dos mestres do jogo. É possível equipar até quatro super ataques (nos botões A, B, X e Y, no controle do XOne), dois ataques máximos (nos botões X e Y) e uma técnica evasiva.

Utilizar os golpes especiais no meio do combate é uma tarefa simples e natural, mas os ataques máximos nem sempre saem tão facilmente devido à localização dos botões superiores. Para a ativação, tanto dos supers ataques quanto dos ataques máximos, é utilizado a barra de Ki do personagem, que é preenchida ao atacar os adversários.

Além dos ataques há outros botões utilizados para se mover pelo campo de batalha. O seu personagem pode voar e até utilizar sua barra de vigor para correr até o adversário.

Em relação aos campos de batalha, eles são relativamente amplos, podendo ser abertos ou mais fechados. Cada cenário possui várias instâncias que são acessadas através de um portal, que geralmente se ativa com a finalização de todos os inimigos da área.

PROGRESSÃO DOS PERSONAGENS

Por mais que Xenoverse seja um jogo de luta, há fortes elementos de RPG presentes. Cada personagem tem os seguintes status: vida, Ki, vigor, ataques básicos, ataques especiais físicos e ataques especiais de Ki.

Ao participar das lutas, seja na campanha principal, seja nas paralelas, o jogador recebe experiência e ao passar de nível ganha pontos que podem ser distribuídos para melhorar seus atributos.

Infelizmente a progressão não é tão clara quanto se imagina. Eu tive dificuldades em entender a diferença entre os dois últimos status no começo do jogo e também vi relatos de pessoas que somente descobriram que podiam evoluir seu personagem quando ele já contava com mais de 50 pontos sem distribuir.

Além dos pontos ganhos ao passar de nível, os status também podem ser alterados através de equipamentos, que aumentam e diminui determinados conjuntos de atributos. São no total quatro tipos de roupas, partes superiores, inferiores, luvas e botas, além de um slot para acessórios, que geralmente são apenas estéticos e outro para o chamado Alma Z.

As Almas Z são equipamentos que, ao atingir determinada condição na batalha, levam a uma alteração temporária dos atributos do personagem.

Os equipamentos, assim como as técnicas, podem ser obtidos através das missões secundárias, aleatoriamente, ou comprando na loja interna do jogo, com o dinheiro recebido nas missões.

Por fim, existem os mestres, que são os personagens icônicos da série. Ao atingir determinados requisitos o jogador pode pedir para ser treinado por aquele personagem, aprendendo alguma de suas técnicas. Os mestres possuem suas próprias missões, que normalmente se resumem a enfrenta-los de alguma forma, ou trazer alguém item.

MODOS DE JOGO

Ao iniciar o jogo, o jogador pode escolher entre um lobby online, dividindo com outros jogadores ou offline, mas em ambos os modos o jogador deve estar conectado o tempo inteiro. Mesmo no modo “offline” os recursos online estão presentes e a cidade de Toki Toki acaba preenchida por avatares de outros jogadores.

Após a introdução, o jogo é sempre iniciado em Toki Toki City onde o jogador pode escolher as atividades que desejam realizar. Além de algumas missões introdutórias, a campanha principal não precisa ser seguida diretamente, sendo que o jogador pode escolher a hora em que deseja prosseguir, ao caminhar até o local indicado.

Além da campanha principal, há as missões paralelas, que são pequenas quests nos moldes da campanha principal que pode podem ser realizadas em qualquer ordem e quantas vezes o jogador quiser, desde que estejam devidamente desbloqueadas.

As missões paralelas, ao serem completadas, sempre recompensam o jogador com experiência e dinheiro, dependendo do rank que ele atingir no final. Além disso, o jogador pode coletar itens no campo de batalha e receber como loot, de forma aleatória. Ao escolher a missão, o jogador pode visualizar quais são as recompensas que ela fornece, podendo escolher as que mais lhe interessam.

Todas as missões paralelas tem um objetivo principal, devidamente marcado, que geralmente se resume a matar todos os adversários, e outros objetivos escondidos, como por exemplo, completar a missão com sem que seu companheiro perca mais que 50% da vida, terminar em determinado tempo ou até mesmo deixar que um companheiro morra (e os fãs de Dragon Ball com certeza sabem do que eu estou falando).

Ao completar os objetivos secundários, o jogador é levado a enfrentar outro inimigo para terminar a missão, recebendo mais pontos para tanto.

Igualmente, essas missões podem ser jogadas offline ou online e o jogador pode escolher fazê-la com qualquer personagem desbloqueado, além do seu personagem customizado. Além do personagem jogável, é possível escolher até dois personagens para lhe acompanhar no seu time, além de algum eventual personagem pré definido que aquela missão específica coloca ao seu lado.

Ainda, há um modo de batalha simples, que segue a linha tradicional dos jogos de luta. É possível escolher o modo de batalha, 1×1, 2×2 ou 3×3 e o personagem dentre os desbloqueados e batalhar entre si.

O modo de batalha pode ser tanto para um jogador ou multijogador, seja pela rede ou localmente. Porém para multiplayer local, apenas é suportado batalhas de 1×1.

Conforme dito, o modo história pode ser feito de acordo com a conveniência do jogador, porém, é necessário completar as missões principais a fim de desbloquear novos personagens jogáveis e novas missões paralelas. Ou seja, não é obrigatório, mas se o jogador quiser liberar novo conteúdo é necessário seguir a história principal.

CONCLUSÃO

Dragon Ball Xenoverse é um bom jogo de luta, mas que não conta com a complexidade e profundidade de alguns de seus concorrentes. As batalhas divertem, e a busca por itens e pela classificação perfeita nas missões manterá o jogador ocupado por um bom tempo.

Porém, o sistema de luta, embora razoável, não consegue transmitir toda sensação do poder dos lutadores que a série animada passa, chegando a ser frustrante em alguns momentos A história também não é muito memorável, e dificilmente vai ter muito apelo para quem não é fã da série.

Por fim, pode não ser o jogo perfeito para a série Dragon Ball, mas Xenoverse diverte, porém a recomendação é voltada para quem realmente gosta da série. Nesse ponto, criar seu próprio personagem e vê-lo progredir e aprender os famosos golpes como kamehameha é bem satisfatório. Caso contrário, as chances são que o jogo não vá prender muito o jogador que não está habituado nesse universo.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Análises, Games, Notícias, Reviews

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s