Dead Space | Primeiro Gole

dead space primeiras impressoes

Mais um game que demorou pro #BELLAN jogar e ele se arrepende amarguradamente, já que sempre anda reclamando dos survivor horror da atualidade. Mas já de cara, o primeiro jogo da franquia Dead Space impressiona. E se você é um fã da série/universo Alien, já tá mais que recomendado!

Dead Space é um jogo da Visceral Games lançado em 2008, conhecido por games como Dante’s Inferno, mas é nesta série aqui que a empresa de fato brilha. O game foi tão aclamado – se assim posso dizer – que ganhou sequências e diversas outras obras em diferentes mídias – como quadrinhos e animações.

Espaço Vivo

Dead_Space_Box_Art

Imagem Divulgação

Falando um pouquinho sobre o enredo, já adianto que ele é MUITO bem trabalhado, tanto que há possibilidade de até virar um filme hollywoodiano em breve. Então pra resumir, basicamente é assim: Em um futuro distante, algo entre 2500, todos os recursos da Terra se esgotaram. A população cresceu, não havia mais espaço pra galera morar e aquela coisa que conhecemos muito bem de filmes de exploração espacial.

Diferente da maioria destas histórias em que comandamos um mocinho/herói ou policial espacial, aqui somos Isaac Clarke um mero engenheiro – muito bom  em seu serviço, diga-se de passagem – que foi enviado junto a uma equipe de resgate, para descobrir o que aconteceu com uma nave/colônia USG Ishimura após a descoberta de um artefato no planeta Aegis VII.

Eis que no início do game, a nave com a tripulação de resgate/investigação é atingida por uma chuva de meteoros, culminando um pouso forçadona grande nave mãe. É aí que o jogo começa, onde temos o protagonista Isaac, junto a especialista em T.I. Kendra Daniels e o comandante Zack Hammond, investigando o que ocorreu… mas tudo é pior do que parecia ser…

Espaço Morto

E não é que a tripulação enviada para investigar o que acontecia acabou encontrando apenas morte e problemas no caminho? Dead Space, apesar de ser um jogo de sobrevivência, consegue ser bem impactante em sua história, com reviravoltas e surpresas durante a jogatina.

Controlamos Isaac numa câmera diferenciada, na terceira pessoa mas na altura de seu ombro e toda interação no jogo é a partir de menus “in-game” de forma holográfica. A interface não é a tradicional de jogos do tipo, como numeração de tiros ou barras de vida; Tudo ali é mais homogêneo e interativo com a realidade do personagem, proporcionando ainda mais uma imersão de jogador e personagem.

Isaac Clarke e seu modelido que pode ser "upado" durante o game. (Imagem Divulgação)

Isaac Clarke e seu modelido que pode ser “upado” durante o game. (Imagem Divulgação)

Espaço com Segredos

Além do game trazer toda atmosfera pútrida e medonha com seus inimigos deformados, o que mais motiva na jogatina é descobrir o que realmente aconteceu com a nave Ishimura e toda sua população. O que de fato é tal artefato? O que são essas coisas? São mutações, experiências ou extraterrestres?

Para conseguir tais respostas, só jogando. Para jogar, enfrentaremos nosso medo e passaremos por diversos sustos. Em breve, uma análise completa!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Análises, Games, Notícias, Primeiro Gole

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s